+3

Fim da linha para o PHP 4

criado por Marcio Muzi em 29/10/2007 9:41am
No dia 13 de julho foi anunciado no site php.net o fim da vida do PHP 4. O anúncio veio dois anos depois do lançamento da versão 5. A recomendação aos desenvolvedores é que até o final deste ano suas aplicações sejam adaptadas para rodar no PHP 5.

Para os desenvolvedores mais experientes, principalmente para os adeptos da programação orientada a objetos, este anúncio certamente foi recebido com satisfação. Todos sabemos que a versão 4 do PHP é poderosa, mas a imagem de que projetos desenvolvidos em PHP tem a vantagem de que “até meu sobrinho pode terminar” infelizmente está enraizada na mente de muitos gerentes de TI.

Em sua versão 5, o PHP chegou à idade adulta. Já era esperado pela comunidade o fim da linha do desenvolvimento do PHP 4 e o site php.net disponibilizou um guia de migração de softwares desenvolvidos para a versão 4. Veremos neste artigo as principais recomendação do guia:

Incompatibilidades
As principais incompatibilidades estão na orientação a objetos, como os modificadores de acesso, tratamento de exceções, etc.

Novas funções
A variedade de funções é um dos pontos fortes da linguagem. Na versão 5, foram adicionadas mais algumas dezenas delas.

Novas diretivas
Foram introduzidas novas configurações ao php.ini.

Banco de dados
No PHP 5, a extensão SQLite e sua engine são empacotados e compilados por padrão. No entanto, a partir da versão 5.1.0 do PHP você precisa ativar manualmente a extensão no php.ini. Além disso, o SQLite passa a depender do PDO (PHP Data Objects). Foi introduzida, ainda, a nova extensão MySQLi.

Novo modelo de objeto
O novo modelo de suporte à orientação a objetos foi, sem dúvida, o que mais chamou a atenção na versão 5 do PHP e certamente será assunto para milhares de artigos. O novo modelo de objetos está todo descrito na documentação do site: http://www.php.net/manual/pt_BR/language.oop5.php.

Após esta breve descrição das recomendações do guia de migração do PHP 4 para o PHP 5, recomendo visitar o link http://www.php.net/manual/en/migration5.php, onde encontram-se as descrições completas dessas mudanças.

Comentários:

Mostrando 1 - 9 de 9 comentários
Dam disse:
Bom artigo.
20/11/2008 4:23am (~8 anos atrás)

Willian Silva disse:
Eu programei em Java com sues monstruosos códigos, mas me vir cansado de Java, não estava assimilando nada. Daí resolvir da um aolhada no site do PhpBrasil, e descobrir minha mina de ouro. PHP5 na cabeça galera! O mundo da OOP vai dar uma reviravolta como o PHP5 OOP.
27/02/2008 11:29am (~8 anos atrás)

Estou migrando meu site de php4 para php5, como ja utiliza muito objetos em formas de classes e devidamente orientados nao estou sentido tantas diferencas.

Mas sem duvidas o tratamento de excessoes eh o que mais fazia falta e agora vou poder aproveitar. Vou ler os artigos indicados para ver se tem mais alguma construtiva em termos de conceito para aprender (Sempre tem...)
26/01/2008 7:01am (~8 anos atrás)

o Amigo Lucas Brito Arruda (llbra) que me desculpe ... mas dizer que php apresenta fraquezas na hora de um projeto de grande médio e grande porte é equivoco ... uso o php a dois anos e já trabalhei em projetos grandes ... e o php não ficou devendo nada ... pelo contrario ... com a integracao com ajax vc só sabe que o software é rodado no navegador pq digita url pra acessar ...rs ficou poderozissimo ... e com um custo relativamente baixo ... levando em consideracao os custo com java ...
27/11/2007 3:01am (~9 anos atrás)

O problema do PHP não é a área OO. Agora, com o PHP5, o PHP consertou a casa, e recomeçou as coisas do jeito certo, apesar do fato de que a maioria do programadores PHP ainda fazerem tudo do jeito antigo, sem padrão nenhum.

Quando você desenvolve em JAVA, apesar da "complicação" de ser fazer uma coisa simples, você tende a usar mais os padrões e geralmente usa uma IDE, o que facilita manter a qualidade do código. Ter a mesma qualidade com o PHP exige que você pague por um editor como o da Zend, ou então use um plug-in para Eclipse e mesmo assim fique insatisfeito com o tanto de suporte ao PHP que falta.

Então, acho que ainda faltam muitas soluções e ferramentas para se trabalhar com o PHP. Acho que com o PHP 5, as coisas vão começar a mudar, mas ainda existe muito caminho pela frente. Para uma aplicação de médio porte, o PHP já começa a mostrar suas fraquezas, muito embora ainda aguente bem. Para uma aplicação de grande porte, fica difícil não usar o Java ao invés dele.

Agora, no quesito integração, caso você tenha uma aplicação em Java, nada impede de fazer a parte web em PHP, integrada com a parte Desktop em Java.
08/11/2007 4:46am (~9 anos atrás)

alan soares disse:
olha eu novamente......................
o tal do windows sabe aquele sistemas operacional rsrsrs tão famoso.........pq ele e tão famoso FACILIDADEEEEEEEEE daqui uns 5 anos(sendo otimista)cada usuario vai monta seu proprio sistema
03/11/2007 4:06pm (~9 anos atrás)

alan soares disse:
O erro ta na própria comunidade rsrsrs php nãooooo e JAVA.......PHP é direto e facillllll !!!!! (nesse mundo ser facil e crime) menos em OO PHP e um doce, um mamão com açucar e mesmo assim sendo facil e tão poderoso quanto o tal do JAVA
03/11/2007 3:54pm (~9 anos atrás)

Ricardo Gama disse:
Foi ele mesmo que publicou... eu li esse artigo dele no imasters... é muito bom mesmo tirarmos essa idéia de que qualquer um sabe php... a versão cinco está muito boa com orientação a objetos.
Vejo muita gente falar, "a vou fazer em php pq dizem que é fácil, e tem monte de coisa pronta"
Ae, vc ve que o cara não sabe nem o que é uma estrutura condicional, uma estrutura de repetição.
Enfim, acho que todos temos que migrar. Até pq migrando ao php 5 temos melhoras em milhares de coisas...desde organização, até a performance do sistema....

Que seja bem vindo o PHP5

Avcs a todos
31/10/2007 8:31am (~9 anos atrás)

John Marques disse:
Eu ja tinha lido esse artigo em outro site.. mais não me lembro qual.. mais como antes achei legal..
flws
:D
30/10/2007 4:21am (~9 anos atrás)

Novo Comentário:

(Você pode usar tags como <b>, <i> ou <code>. URLs serão convertidas para links automaticamente.)