+1

Verdades e mentiras sobre técnologias WEB

criado por Allyson Francisco de Paula Rei em 17/04/2004 9:07am
Olá pessoal,

Todos devem saber como é dificil falar mal do seu time né?
Apesar disso tentarei ser imparcial nesse assunto tão polemico, então vamos lá:

ASP.net, JSP e PHP tão aí em combate direto e cada dia que passa isso fica mais claro. O ASP.net (Tecnologia DotNET da Microsoft) tem como vantagem o seu fabuloso framework que nos é vendido como a 8 maravilha do mundo, num estudo divulgado e financiado pela MS, descobriu-se que chimpanzés conseguem programar (Seria uma mensagem subliminar dessa empresa para os programadores negligentes? "Nosso framework faz tudo para você, mesmo sendo você uma anta"). Em contra partida no guia técnico dessa mesma empresa ela recomenda que seus servidores sejam reiniciados pelo menos uma vez por semana para evitar perda de desempenho. Então pra que ter um framework que em questões de desenvolvimento na sua workstation resolva tudo para você, mas não aguente o tranco?

A Sun percebeu a tempo que ela podia ter uma fatia desse mercado e começou uma corrida tecnologia focando seus esforços no JSP. Como sempre ela usou e abusou da sua vantagem e independência de plataforma e, a Apache Software Foundation por sua vez resolveu entrar na dança com o Tomcat e o Jakarta - Opa, ponto positivo para a Sun, a religiosa comunidade do código aberta está lhe apoiando... Mas e ai? Você conhece alguma empresa que não tenha como objetivo ter lucros? A Sun anda atualmente cooperando com o desenvolvimento do software livre, mas e no futuro como isso fica? Se o JSP monopolizar o mercado talvez tenhamos aí um problema sérissimo por que uma tecnologia independente de plataforma significa não uma fatia grande do mercado para a Sun, mas sim a pizza inteira. Se por um lado a comunidade que apoia o "software livre" tem como ponto negativo não ter nenhum compromisso direto* com seu produto (Risco de descontinuações repentinas e falta de suporte) os produtos de código proprietario tem esses.


Mas enfim, acho que todos já devem ter visto aquela imagem do TUX bebendo o conteúdo da "Caixinha Microsoft", não é mesmo? O PHP tem uma história bastante interessante por que "desde criança" ele já se baseava na hibridização e num processo fagocitósico de tecnologias, para se ter idéia o PHP de hoje sucede de um produto mais antigo, chamado PHP/FI (Que era baseado em Perl).

Segundo a fonte oficial PHP.net O PHP/FI foi criado por Rasmus Lerdorf em 1995, inicialmente como simples scripts Perl como estatísticas de acesso para seu currículo online. Ele nomeou esta série de script de 'Personal Home Page Tools'. Como mais funcionalidades foram requeridas, Rasmus escreveu uma implementação C muito maior, que era capaz de comunicar-se com banco de dados, e possibilitava à usuários desenvolver simples aplicativos dinâmicos para Web. Enfim... Rasmus resolveu disponibilizar o código fonte do PHP/FI para que todos pudessem ver, usá-lo, e também corrigir bugs e melhorar o código. For fim a abertura do código resultou no release das versões 3.0 alphas.

O PHP 3.0 foi a primeira versão que se assemelha ao PHP que nós conhecemos hoje. Ela foi criada por Andi Gutmans e Zeev Suraski em 1997 e foi totalmente reescrito, após eles descobrirem que o PHP/FI 2.0 poderia ajudá-los a desenvolver suas próprias aplicações de eCommerce de um projeto da Universidade. No esforço cooperativo e iniciativa de começar o PHP/FI à partir da base-usuário existente, Andi, Rasmus e Zeev decidiram cooperar e anunciar o PHP 3.0 como uma versão oficial de seu sucessor o PHP/FI 2.0, e o desenvolvimento do PHP/FI 2.0 foram descontinuados.

O PHP 3.0 fez tanto sucesso no mundo web que no final de 1998, ele obteve uma base de dezenas de milhares de usuários (estimativa) e centenas de milhares de Web sites relatando que o tinham instalado. Em seu pico, o PHP 3.0 foi instalado em aproximadamente 10% dos servidores Web da Internet (Superando escandalosamente os consideráveis 1% do PHP/FI).

Na versão 4.0 a engine Zend foi empregada, e o desempenho obtido superou quase todas as expectativas. Além da altíssimo melhoramento da performance desta versão, o PHP 4.0 incluiu outras características chave como o suporte para muitos servidores Web, sessões HTTP, buffer de saída, maneiras mais seguras de manipular input de usuários e muitas construções novas na linguagem.

Hoje, o PHP está começando a ser usado por centenas de milhares de desenvolvedores (estimativa), e muitos milhões de sites reportam que tem o PHP instalado, que explica os 20% de domínios da Internet, ou seja, 1 em cada 5 sites da internet (incluindo sites sem suporte a nenhuma linguagem dinâmica - HTML puro) usa PHP. Espantoso né?


Pra botar mais fogo nisso pense agora se a comunidade GNU quisesse bater de frente com a Microsoft e dizer: "Oi... Vocês não estão sozinhos, o mercado de frameworks não vai ser só seu porque nós estamos criando o DotGNU". Agora não sei se é conspiração contra a Microsoft mas o PHP já roda a muito tempo em Windows, agora pra Piorar PHP e Java tão conversando diretamente através do modulo php_java, agora além do php já suportar as dynamic extensions (Parecido com os LKMs, módulos do kernel linux por exemplo) ele importa classes java.

O PHP 5.0 está ai, a Sun tá vindo com tudo e a Microsoft continua com suas experiências com seres primatas.

Agora pergunto uma coisa, vocês já ouviram aquela historinha que são os alunos que constroem a universidade e não a universidade o aluno? Compare analistas UNIX like/Sun, Microsoft/Sun e programadores de acordo com essa mesma discriminação, você verá como os patamares de conhecimentos em 90% dos casos totalmente diferentes.

Então moral da história:

O que faz uma tecnologia ser boa é os usuários que a utilizam e não os seus produtores ;)

[]`s

Ragen

Comentários:

Mostrando 1 - 10 de 22 comentários
Luiz Tarabal disse:
Bem galera, desculpa o flood, mais achei esse artigo no imasters.com, quem falou isso foi um cara a favor da .net, mas antes ele desfaz da asp

Renato Guimarães
Renato Guimarães é certificado MCAD.NET e MCSD.NET, desenvolvedor do CESAR - Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, é também Microsoft Ambassador Student e líder do líder do Sharp Shooters .NET.

O ASP clássico – pontos fracos

ASP é uma tecnologia que a Microsoft criou para permitir o desenvolvedor web criar suas páginas de forma rápida, fácil e sem mistérios ou complicações. Desde o seu surgimento, houve um aumento significativo na quantidade de desenvolvedores web. Mas, como nem tudo é perfeito, o ASP, com o tempo mostrou alguns pontos fracos que foram surgindo com o aumento da necessidade dos usuários e complexidade das aplicações.

Entre os pontos fracos, temos:

. Interpretado e código fracamente tipado – O engenho de execução de scripts do ASP interpreta linha a linha toda vez que a página é chamada. Além disso, mesmo dando suporte a variáveis, elas são fracamente tipadas como variantes e associada a tipos particulares somente quando o código é executado. Esses problemas afetam a performance, e o late binding de tipos deixa o código mais difícil de fazer o tratamento de erros. Os programadores não têm suporte ao Microsoft IntelliSense.

. Colaboração é difícil – Algumas empresas têm uma galera responsável pela parte de design da página e outra parte responsável pela implementação do negócio da aplicação. No modelo de programação no ASP mistura código script com HTML e, dessa forma, é muito difícil manter a colaboração entre essas duas equipes. Sei que podemos escrever parte do negócio da aplicação em componentes COM mas, em alguns momentos, é inevitável misturar HTML e código.

. Ferramentas de depuração e desenvolvimento limitadas – Microsoft Visual Interdev, Macromedia Visual UltraDev, e outras ferramentas tentaram aumentar a produtividade dos programadores ASP através de um ambiente de desenvolvimento gráfico. Porém, essas ferramentas nunca conseguiram dar a mesma facilidade de uso que as ferramentas para desenvolvimento de aplicações windows, tal como Microsoft Visual Basic ou Delphi. Muitos programadores ainda dependiam pesadamente ou exclusivamente do NotePad ou um editor qualquer . Isto pq um página ASP, normalmente, combinava elementos de várias tecnologias – VBScript, JavaScript, CSS, DHTML, ADO, XML e XSL O suporte a depuração é mínimo. A melhor saída é o Response.Write para rastrear a execução da página.

. Configuração da aplicação - Para armazenar configurações, ASP usa um metabase, que é um repositório hierárquico parecido com o registry do windows. Essa metabase é parte do IIS e, ao mesmo tempo, uma estrutura difícil de compreender e navegar. Além disso, é difícil transferir configurações de um servidor web para outro.

. Código extra para manipular os postbacks e dar suporte a diferente navegadores – Sempre que o usuário clica no botão submit de um formulário, é feita uma requisição ao servidor web. Sendo assim, a cada requisição você tem que se preocupar com o que foi digitado pelo usuário para carregar novamente na tela. Além disso, sua aplicação roda em qualquer versão de browser? Você também tem que colocar código para verificar a versão do browser do usuário.

. Reaproveitamento de código – Não fica tão fácil reaproveitar código quando você está misturando html e script. Além disso, a melhor forma de reutilização de código é através da orientação a objetos. O VBScript nem sonha em ser orientado a objetos

http://www.imasters.com.br/artigo.php?cn=1624&cc=70
26/11/2005 9:18pm (~11 anos atrás)

Gostei muito do artigo que fala um pouco da história do PHP e seus criadores. Pelo que entendi. Nesse mercado existem 3 concorrentes de peso. Microsoft (com seu .NET), SUN (com seu JSP) e PHP (software de código aberto). No meu ponto de vista a que leva vantagem sobre as outras tecnologias é o PHP. Simplesmente por ser uma linguagem livre. Mais em funções todas tem a capacidade de realizar as mesmas funções uma das outras sem nenhum problema. O JSP não sei dizer ser é uma linguagem de custo zero, mais por ser de uma empresa que tem como objetivo obter lucros, não tenho muita segurança.
30/05/2005 9:38am (~11 anos atrás)

Que o PHP é muito bom ninguem duvida (principalmente por causa do custo x beneficio), mas daí a compara-lo com Java e .NET já é um pouco de exagero não acha? .NET e principalmente Java está a muitos e muitos anos luz de qualquer outra linguagem de programação, principalmente o PHP, a quem disse que está fazendo um curso Java e ainda não viu nada de interessante, tem duas situações que você pode estar passando, ou você só se interessa por web e ainda está no estudando J2SE ou o curso que você está fazendo é realmente muito ruim.


Jair Elton
(Delphi, Java ...)
25/04/2005 7:28pm (~11 anos atrás)

Bruno disse:
Mais um que não conhece linguagens compiladas, ou tem preconceito contra dotNet... mas vamos lá tentar explicar:

"- Não precisa pagar para usar"
R: Toda a plataforma é gratuita e existem diversas ferramentas gratuitas para desenvolver, sem falar que pode rodar em Windows/Linux/Mac etc. por ser multi-plataforma.

"- É extremamente simples e fácil de usar"
R: Conhece a IDE do VS.Net? De longe tem a melhor produtividade do mercado, extremamente fácil de usar.

"- Performance imbatível quando comparada a qualquer outra linguagem Web"
R: Como já citado anteriormente, linguagens compiladas têm performance comprovadamente melhores que linguagens interpretadas, por questões óbvias. JSP e dotNet são compiladas, portanto MUITO mais rápidas que PHP que é interpretado.

"- Quando as facilidades já não estâo incorporadas à linguagem, há um acervo de milhares de bibliotecas gratuitas disponível. Muitas de excelente qualidade."
R: Linguagens como dotNet e JSP oferecem uma Library enorme, com muito mais recursos que PHP, sem falar da alta integração com o servidor por meio de um framework. Estude um pouco e comprove você mesmo.

"- É robusta e tem atualizações frequentes"
R: É iquestionável a robustes do java e dotnot. Tanto que grandes projetos são altamente aconselháveis serem escritos nessas duas linguagens. Java sempre tem atualização, e dotNet +ou- 1 vez por ano, na qual quase sempre é feita uma GRANDE atualização.

"- É suportada pela maioria dos provedores"
R: Praticamente todo servidor (e não provedor como escreveu) Windows tem dotNet instalado. Mas se não tiver vc procura outro oras ;)

"- É suportada por quase a totalidade dos sistemas operacionais"
R: Java & dotNet = Multi-plataforma! Um mesmo programa roda em diversas plataforma sem precisar ser recompilado. Isso tb vale para ASP.Net/JSP.

"- Suporta a maioria das tecnologias mais recentes"
R: Não preciso nem dizer, neh?

Espero ter esclarecido dúvidas, e derrubado muros que erguem preconceitos....

Falow, []'s

Bruno
02/08/2004 8:18pm (~12 anos atrás)

Concordo com vc Marcelo, além de tudo é uma linguagem simples e direta, além de dar todo o suporte a programação e cada vez mais se adequando a linguagem OO

22/07/2004 5:34pm (~12 anos atrás)

Por que utilizar PHP ao invés de java e dotnet?

Para alguns discutir qual é a melhor linguagem é como discutir time de futebol.

Eu só vou dizer que quem faz uma pergunta destas nunca estudou a sério PHP. PHP é uma ótima linguagem, apesar de não satisfazer todos os conceitos dos teóricos puristas do que seja uma linguagem OO (detalhe, a cada versão esta desvantagem diminui).

Eu conheço um pouco de java. Quanto ao dotnet, a proposta da linguagem não me deu vontade de conhece-la a fundo. As vantagens do PHP são inúmeras vou citar apenas as que me vem a mente agora:

- Não precisa pagar para usar
- É extremamente simples e fácil de usar
- Performance imbatível quando comparada a qualquer outra linguagem Web
- Quando as facilidades já não estâo incorporadas à linguagem, há um acervo de milhares de bibliotecas gratuitas disponível. Muitas de excelente qualidade.
- É robusta e tem atualizações frequentes
- É suportada pela maioria dos provedores
- É suportada por quase a totalidade dos sistemas operacionais
- Suporta a maioria das tecnologias mais recentes
etc...
11/07/2004 10:31am (~12 anos atrás)

eduardo disse:
Primeiramente ,o hiden deve ter feito este comentário sem fundamento por que ele nunca utilizou dotnet , ele deve estar um pouco desatualizado e não ter visto alem , que tem o projeto mono ( www.go-mono.org ), e que boa parte da comunidade unix ja está por adota-la tambem.
Agora me digam uma coisa , qual a porcentagem de gente que leu esta matéria já mexeu com java ou dotnet ? garanto-lhes que não chega a 50% dos usuarios, está claro para mim que java e dotnet estão liderando o mercado atualmente e futuramente , java é uma linguagem consolidade , que já tem mais de 10 anos , enquanto dotnet com um pouco menos da metade , já está causando o que falar , enquanto isso , linguagem secundárias "asp3 e php (antes da versão 5 pois ainda não tive tempo para verificar se é tudo o que mensionam , espero que sim)" ficam com o restante da fatia do mercado IMPORTANTE.
Vale lembrar a vocês que levo em conta grandes empresas que adotam java e dotnet para seus servidores, e que a quantidade de empresas que utilizam asp e php são baixas, e ainda nisso asp tem mais mercado .
O uso do php (no meu caso e no caso de grande maioria) é o custo , ele é "free"!
Agora vem uma pergunta , por que utilizar php se temos linguagens mais robustas , praticas e OOP , como java e dotnet ?
Espero resposta
11/06/2004 11:22am (~12 anos atrás)

Cara e isso aí a microsoft não tá com nada com esse tal de DotNet, o negócio e PHP, MySql, JSP, WML.
14/05/2004 8:33am (~12 anos atrás)

Muito bom o artigo!!!
Qdo li o histórico do PHP em php.net lá diz que se pode fazer qualquer coisa com PHP. A princípio duvidei um pouco, mas ao passo que fui aprendendo e utilizando vi que é verdade. As vantagens do PHP sobre o ASP são grandes (facilidade, conexão a base de dados, integração), além disso por ser baseada em C é muito poderosa.
Execelente o artigo, porque o autor fala das tecnologias de forma coerente, e quem conhece um pouquinho consegue decidir-se.
12/05/2004 7:03am (~12 anos atrás)

Java não é uma coisa que se aprende em um curso de 24 horas, ela é muito grande.

Java como .NET tem como primeira vantagem ter boas IDE's para desenvolvimento (qd se tem um projeto com + de 350 casos de uso e pouco tempo para ser entregue IDE é indispensavel).

Java tem como players IBM, SUN, ORACLE e etc.
.NET além da IDE (mas evoluida que qualquer uma para Java, claro que é feita só por um fabricante) começou o desenvolvimento depois de Java (e pegou muitas ideias do proprio Java, alias vc já programou em C# sem sentir estar vendo uma Java camuflado ? ).

Outra vantagem do Java é o JSR (junta-se varias empresas e desenvolvedores para criar especificacoes para a linguagem, sem antes serem muito discutidas, não digo que no PHP não tem discussão sobre novas implementações, mas geralmente com os players assinando em baixo é uma grande possibilidade que vire prática de mercado).

PHP é open-source isso é claro uma coisa maravilhosa mas em comparação a Java e .NET o ciclo de implementações fica muito reduzido.

Para aprender PHP é muito mas facil doq Java ou C# isso para pessoas iniciantes ou para que querem aprender a desenvolver com baixa lineariedade tb é uma vantagem (claro que aprender o básico sem muita noção das possibilidades).

Última coisa é sobre a PHP usar classes Java vcs já tentaram isso ? Fica muito lento.

Bem vamos discutir....
Tenho outras coisas para falar mas preciso trabalhar.
[]'s




11/05/2004 8:20am (~12 anos atrás)

Novo Comentário:

(Você pode usar tags como <b>, <i> ou <code>. URLs serão convertidas para links automaticamente.)